28.5 C
New York
Monday, July 4, 2022

Buy now

spot_img

O que as novas testemunhas de Amber Heard disseram sobre Johnny Depp em tribunal

Johnny Depp e Amber Heard em tribunal

Esta semana é a última do julgamento que opõe Johnny Depp a Amber Heard, num caso levantado pelo ator, que acusa a ex-mulher de difamação. Na próxima sexta-feira, dia 27, serão ouvidas as alegações finais no tribunal de Fairfaz, estado norte-americano da Virgínia.

A defesa de Amber Heard apresentou mais testemunhas, que falaram em abono da atriz. A primeira desta semana foi Richard Moore, cirurgião ortopédico da Carolina do Norte. Quando interrogado pelos advogados de Heard, este especialista afirmou que a lesão do dedo de Depp, que terá acontecido em março de 2015 na Austrália, não poderia ter sido provocada pela forma como o ator a descreveu, numa explosão de vidro, mas sim por esmagamento. O cirurgião sustentou a sua análise em provas deste caso a que teve acesso. Já no contra-interrogatório, quando questionado sobre a advogada de Depp se realmente poderia excluir a hipótese de que a lesão tinha sido provocada pela forma como o ator descreveu, o clínico admitiu: “Não posso excluir que uma garrafa de vodka tenha causado o ferimento”. Ainda assim, insistiu que a forma descrita por Depp não era consistente.  

Seguiu-se o testemunho de David Spiegel, psiquiatra especialista em vícios e situações de violência doméstica. Este afirmou que a anaálise que fez revela que o ator “tem comportamentos consistentes com alguém que tem reacções relacionadas com o abuso de substâncias, bem como com alguém que é um agressor doméstico”. Declara que o consumo de álcool e cocaína pode afetar a memória de Depp assim como o seu nível de atenção. No contra-interrogatório, os advogados de Depp questionaram esta análise uma vez que o especialista nunca contactou diretamente o ator. Spiegel respondeu que tal não aconteceu por Depp ter recusado marcar um encontro com ele. 

Foi então chamada a testemunhar Kathryn Arnold, consultora da indústria de entretenimento. Esta alegou que o papel da atriz em “Aquaman 2” foi prejudicado pelas acusações feitas por Depp e que só se manteve por insistência do ator Jason Momoa, que interpreta o protagonista da película. Arnold diz que a reputação da atriz está muito prejudicada entre o público, mas que em Hollywood gostam de trabalhar come la. Alega que Heard já terá perdido até 46 milhões de euros desde que a acusação do ex-marido foi apresentada. 

Após esta fase, a equipa de Depp chamou novas testemunhas que pretendem refutar as de Heard e falar em abono do ator. 

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga-nos

0FãsCurtir
3,376SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Atrasados