22.7 C
New York
Thursday, October 6, 2022

Buy now

spot_img

Economia dia a dia. Mercado do imobiliário: “Não é porque os jovens não querem sair de casa, é porque não conseguem”

O setor imobiliário está a sentir o progressivo aumento dos custos de construção: os licenciamentos caíram 20% nos primeiros três meses de 2022.

Ricardo Sousa, administrador da Century 21 para Portugal e Espanha, diz que as perspetivas portuguesas para 2022 são positivas, já que existe uma elevada procura. Mas a grande preocupação é o lado da oferta que não corresponde às atuais necessidades, dada a escalada da inflação, a escassez de mão de obra e os custos de construção que estão a disparar.

Hélder Martins, jornalista na secção de economia do Expresso, destaca a enorme afluência aos grandes centros urbanos, que, com a escalada dos preços do imobiliário, leva a população a procurar habitação nas cidades que rodeiam Lisboa e Porto.

Outra das grandes preocupações são os jovens, que cada vez têm menos possibilidade de comprar uma casa. Atualmente, a idade de emancipação em Portugal está acima dos 30 anos. Segundo Ricardo Sousa, “não é porque os jovens não querem sair de casa, é porque não conseguem”.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga-nos

0FãsCurtir
3,514SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Atrasados